Desde o início dos anos 60 têm existido relações diplomáticas oficiais entre o Estado de Israel e a República de Angola. Estes laços foram cortados após a guerra de Outubro de 1973, e foram renovados em 1993, após a assinatura dos Acordos de Oslo. Em 1995, a embaixada de Israel abriu em Luanda e, em 2000, Angola abriu uma embaixada em Telavive.

As relações entre os dois países continuaram a melhorar na última década, e em 2006 o Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, realizou a primeira visita oficial a Israel, durante a qual foram discutidas as possibilidades de expandir o comércio recíproco entre os dois países.

Em Agosto de 2012, durante uma visita a Israel do Ministro angolano dos Negócios Estrangeiros, foi assinado um acordo para reforçar os laços mútuos. Em seguida, o presidente Shimon Peres disse, em resposta à assinatura do acordo, que a cooperação entre os dois países seria baseada nos campos da ciência e tecnologia, economia e várias questões de segurança. O Ministro dos Negócios Estrangeiros de Angola respondeu manifestando o desejo de manter e aumentar a cooperação entre os dois países nestas e noutras áreas.

A renovação das relações diplomáticas em 1993 resultou num aumento significativo da escala do comércio recíproco entre os dois países. Em março de 2006, o comércio entre Israel e Angola totalizou US $ 400 milhões. No entanto, houve uma desaceleração nos últimos anos, devido, entre outras coisas, a uma queda no preço das mercadorias em todo o mundo.